quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Textual description of firstImageUrl

Delta Inova pela Loucura



A Delta anunciou hoje que a partir do primeiro dia do ano que vem seu programa de milhagem será computado com relação ao gasto e não mais a milhas voadas, e se torna a primeira grande companhia aérea  internacional de HUB do mundo a implementar um programa orientado ao lucro ao invés de milhas voadas. Com isso seus membros estão em pânico, pois a maioria de sua base consegue atingir o nível elite com base nas milhas voadas e não no gasto. A jogada é um risco, e a Delta acredita que ela tem mais a ganhar do que a perder, o que eu discordo, e prova disso é o Status Match sem requisitos oferecidos pela American e United aos órfãos da Delta. Se você é membro elite da Delta, basta entrar em contato com a central nos EUA ou da AA ou da United e pedir seus Status Match, que eles na mesma hora realizarão o mesmo, e melhor ainda, nas duas cias se você receber o Status máximo receberá todos os benefícios por completo, inclusive os certificados de upgrade. Eu acredito que a Delta inovou na loucura e cometeu um erro crasso de mercado, movida pela ganância, porém só o tempo dirá! Aproveite o Status Match e Boa Viagem!

Reportagens dos Jornais Internacionais a respeito: http://finance.fortune.cnn.com/2014/02/26/delta-skymiles-frequent-flier/


*Foto Retirada do Site Oficial da Delta.

2 comentários:

  1. Eloy, sinto mas tenho q corrigir duas coisas que você menciona logo no início em uma mesma frase.
    Quando vc diz que "se torna a primeira companhia aérea do mundo a implementar um programa orientado ao lucro", isto está errado duplamente.

    Primeiro pq a Delta não é a primeira companhia aérea a basear seu programa de fidelidade em valor das passagens e não em distancia. Antes dela, a JetBlue nos EUA e a Azul e a GOL no Brasil já tem seus programas funcionando desta forma.
    Segundo que ela também não é a primeira que tem um programa baseado no lucro. Aliás, acho que seria bastante estúpido se uma empresa não pensasse no lucro. E hoje há uma tendência inclusive desses programas de milhagem se separarem das cias, como é o caso da Aeroplan (Air Canada) e dos brasileiros Smiles (GOL) e Multiplus/Fidelidade (TAM).

    Finalmente, uma coisa é clara: está mais que provado que esses programas baseados no custo da passagem são detrimentais aos passageiros e devem sempre ser evitados. Talvez o menos pior seja o da JetBlue, mas ainda assim o TrueBlue não está no mesmo nível que um MileagePlus ou AAdvantage da vida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carlos, realmente, fui implícito em alguns itens, a Delta (HUB), é a primeira sim, em termos de Programa orientado ao Gasto APENAS. A JetBlue não possui nível elites, e é lowcost e lowrange. A Azul também não tem nível elite e é Regional, e a GOL não é Orientado ao Gasto, e sim premia MILHAS para passagens que não seja super-promocionais, tudo bem que tem um pouco de orientação ao gasto, mas não é só por isso. Já essa tendência que ocorre no Canada e no Brasil não vai contagiar o mundo, por causa das leis dos outros países, que não permitem tais cias, pois isso seria fraude, uma vez que nos EUA e na Europa a lealdade é considerado um Patrimônio do consumidor e não pode ser alienado, por isso da proibição do comércio de milhas entre pessoas físicas. Mas a Delta se torna sim a primeira Grande Cia aérea do mundo a dar esse passo louco em rumo a uma aposta que pode causar um revés na história da cia ou da aviação, qual dos dois, só o tempo dirá! Eu aposto que será na cia!

      Excluir