quinta-feira, 25 de dezembro de 2014

Textual description of firstImageUrl

Aluguel de Carro no Exterior

Quase não falamos aqui sobre aluguel de carro no exterior, embora seja importantíssimo. Atualmente todas as grandes locadoras de carro possuem programas de fidelidade. Nós, da equipe do Mestre das Milhas, utilizamos primordialmente a Hertz, que apresenta os melhores benefícios tendo em vista o seu programa de fidelidade, o Hertz Gold Plus Rewards. Para você ter uma noção, com apenas a primeira categoria elite do programa você já recebe upgrade gratuito de categoria do carro garantido, além disso ainda ganha pontos bônus. Se fizermos uma conta rápida, vamos considerar uma locação de 1.000 dólares para 2 semanas, certamente será um carro intermediário com todos os seguros pagos e tanque cheio para chegar nesse valor. Esses 1.000 dólares irão se transformar em 1.000 pontos, e caso você dê a sorte de pegar uma promoção de pontos em dobro como a que está ocorrendo agora, receberá 2.000 pontos. Com 1.000 pontos você já tem direito a 1 diária grátis de um carro compacto, e com 2 mil pontos terá direito a 3 diárias grátis, pois cada diária custa 675 pontos. Agora imagine que você optou por receber milhas ao invés de pontos, receberá 2.000 milhas no máximo, e então vem a perguntar: O que vale mais para você? 2.000 milhas ou 3 diárias grátis? Mais uma vez a resposta vai depender do hábito do cliente, já que existem pessoas que raramente alugam carro, mesmo assim, creio que as diárias seriam a melhor escolha, uma vez que os pontos desse programa não expiram nunca. A desvantagem é o GPS, que é caro, mas aqui vamos dar uma dica exclusiva para vocês que nunca foi divulgada antes. Todas as lojas de eletrônicos nos EUA tem política de retorno de até 15 dias, logo, você pode comprar um GPS, utilizá-lo por 15 dias e devolver na loja antes de partir, desta forma economizando o valor do GPS do carro. Agora cuidado, se você for roubado poderá ficar no prejuízo, pois nesse caso não haverá a possibilidade de devolver o mesmo. E se quiser usar por mais tempo, basta devolver aquele modelo de GPS que você adquiriu e comprar outro, e então você terá mais 15 dias para devolver. Espero que tenham gostado dessas dicas. Por falar em GPS e Carro, também vale a pena comentar sobre segurança ao volante, que agora está atingindo outro patamar com o surgimento do Navdy, uma espécie de HUD (Display de Tela) que está tornando a condução de um veículo mais segura com interação do Smartphone. Achei muito interessante esse novo conceito, e o aparelho já está em Pré-venda com um desconto muito bom. Assista ao vídeo abaixo e veja como é legal e extramente útil para suas viagens. Boa Viagem.





LINK: NAVDY

*Imagem retirada do site oficial da Hertz.

9 comentários:

  1. Adoro o site, o acesso diariamente. Mas acho lamentável um site "ensinar" as pessoas a serem desonestas: utilizar o GPS por 15 dias e devolvê-lo para obter lucro (usar e ter o dinheiro de volta). Tal política de devolução nos EUA ocorre por total respeito ao consumidor que não ficou satisfeito com o produto, e não por malandragem. É por isso que cada vez mais o turista brasileiro é malvisto no exterior. Fiquei muito decepcionado com a consuta do mestre das milhas...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado Anônimo,

      Não existe nada de desonesto nisso! O seu raciocínio está equivocado, essa conduta não visa o obter lucro, e sim estancar o prejuízo. Os próprios americanos fazem isso simplesmente para não pagar por um coisa que é abusiva. Veja você o aluguel de um GPS por 1 semana custa em torno de 50 dólares. Você com 70 dólares compra um excelente GPS e poderá ficar com você para o futuro inclusive. Agora é direito do consumidor devolver o produto, caso não vá mais utilizá-lo. Não estamos falando aqui em furar fila, mentir, ou qualquer outro. É costume você comprar algo nos EUA, o que acontece muito com profissionais que trabalham com eventos por exemplo, adquirir equipamentos, e devolve-los mais tarde. Você nunca assistiu àqueles filmes da sessão da tarde em que a moça "compra" o colar para ir numa festa, e devolve no dia seguinte? Esse é um hábito americano, onde é possível fazer uso de um produto, e devolver sem motivação nenhuma, independente se gostou ou não do produto. Você não precisa acreditar em mim, consulte a política de devolução de qualquer loja de eletrônico. Agora, como disse, o produto fica sob responsabilidade do utilizador, caso aconteça algo, ele assume o prejuízo.

      Agora fiquei curioso com algo no seu comentário, onde ensinamos alguém a ser desonesto? Qual o conceito de desonestidade? Se você comprar um GPS e 15 dias depois devolvê-lo afirmando que não precisa mais do mesmo é ser desonesto?

      Obrigado pelo comentário, e não confunda utilizar um direito para sua conveniência com a conveniência de quebrar um direito.

      Abraços!

      Excluir
    2. Quem responde aqui não é o autor da crítica original, mas sim outro leitor...

      Não conhecia seu blog e após dar uma 'voltinha' aqui me deparei com seu post lamentável educando pessoas a utilizar uma prática conhecida e altamente condenável. Como se não bastasse o post, você ainda responde questionando 'onde ensinamos alguém a ser desonesto?!' Ora, esse direito de devolução existe em decorrência do alto nível de serviço do mercado americano. Ele é baseado na sua INSATISFAÇÂO com determinado produto. Duas perguntas básicas: 1-Você ficou insatisfeito com o GPS? 2 -E se TODO MUNDO fizesse isso quando alugasse um carro nos EUA?! Uma dica muito mais correta seria indicar a compra do GPS e a possibilidade de revendê-lo no Brasil através de um site como o Mercado Livre. Tenho a mais absoluta certeza de que o produto tem apelo para pessoas que irão viajar e gostariam de sair do Brasil com um GPS americano já na mala.

      Lamentável confirmar, pela milionésima vez, que brasileiros não entendem que o bom senso vem ANTES do direito. Depois ficam aí se perguntando porque não temos aqui esse tipo de benefício!

      Excluir
    3. É triste ver o falso moralismo em certos comentários. Infelizmente alguns brasileiros acham algo errado onde não existe, certamente devido ao choque cultural. Nos EUA a pratica de devolução de um produto não se restringe à insatisfação com o produto, e sim a vários motivos dentre alguns achar melhor preço na concorrência, desistência da compra, falta de uso para o produto, devolução desmotivada, entre outros. Consultei mais de um americano sobre essa política é obtive a mesma resposta, não trata-se de um jeitinho brasileiro, e sim de uma transação comercial. A partir do momento que você não necessita mais do produto poderá sim devolver o mesmo sem quaisquer problemas, desde que o mesmo esteja em bom estado, funcionando, e no período de troca. É muito comum por exemplo pessoas comprarem projetores para apresentar uma palestra e devolver no dia seguinte, ou ainda essa pratica não fere o bom senso cultural daqui. Lamentável é que o ponto de vista brasileiro seja esse quando existem praticas muito piores sendo defendidas no mundo. O que foi dito aqui não é ilegal, muito menos imoral, e sim um costume praticado cotidianamente nos EUA. Não estamos ensinando ninguém aqui a fazer isso, até porque se a pessoa passar do prazo, ou ainda danificar o produto deverá ficar com o mesmo, sendo que estamos apenas apontando as possibilidades deixando que cada um tome a decisão que quiser.

      Excluir
    4. Acho interessante que apesar de se mostrar tão liberal você, "coincidentemente" hoje, resolveu excluir a opção de publicação anônima de comentários do seu blog. So convenient!

      Eu não estou interessado em bater boca. Apenas acho que na posição de alguém que atinge uma audiência, imagino, considerável, você tem que pensar que não está apenas compartilhando sua experiência, mas sim incentivando pessoas a seguir suas sugestões.

      Se não gosta da abordagem "moral", então dê uma olhada nos links fornecidos e saiba que minorias espertalhonas estão arruinando a política de retorno e causando prejuízo financeiro que, obviamente, está sendo repassado para os preços:

      http://en.wikipedia.org/wiki/Return_fraud

      http://business.time.com/2013/09/19/shoppers-face-end-of-generous-retailer-return-policies/

      http://www.dailytech.com/Costco+Changes+Return+Policy+to+Curb+Abuse/article6237.htm


      E para fechar voltando ao argumento do bom senso, divirta-se lendo uma discussão recente sobre o assunto entre americanos em um forum americano.

      http://www.city-data.com/forum/shopping-consumer-products/2124787-return-policy-abusing-rules-simply-normal.html

      Excluir
    5. Muito interessante sua resposta! Espetacular! Tive o tempo de ler todos os links que você enviou, e identifiquei em apenas um dos artigos essa conduta considerada como abusiva por parte do consumidor, todavia esse mesmo artigo diz o seguinte que uma vez que isso existe e é legal não há nada que se possa fazer, sendo o motivo abusivo ou não! Agora os exemplos não se comparam a simples devolução de um GPS, chega a ser uma comparação falha. É claro também que na internet encontramos qualquer coisa que quisermos, porém o fato é inegável. Uma pessoa que compra um GPS e devolve dentro do prazo de retorno não está cometendo falha nenhuma! Você pode criticar a vontade, dizer que isso que acaba com a imagem do brasileiro no exterior e se deixar enganar por isso quando na verdade o que acaba com a imagem do brasileiro no exterior são condutas do tipo furar fila, entrar com carro em vagas alheias, sujar locais públicos, ente outros. Com relação ao anonimato, simplesmente alterei essa opção para evitar comentários com outras intenções. Não vejo problema de liberalidade nenhum, uma vez que hoje é quase impossível você comentar em qualquer canal de forma anônima, e muitos ainda abusam disso é o fazem através de perfis falsos com medo da identificação, não sei o porquê, uma vez que vivemos em um local onde a liberdade de expressão é permitida e protegida por lei, vedado o anonimato, olha só que interessante, está na Constituição do seu país, mas mesmo assim, alguns que criticam a simples devolução de um GPS, algo completamente legal e corriqueiro, preferem proferir críticas anônimas!

      Não vou mais responder a comentários sobre esse tópico, acredito que o assunto já se esgotou!

      Apesar, de ter cancelado as postagens anônimas, aprecio sua opinião, apesar de não concordar com a mesma, e eu defenderei o direito que você tem de se expressar até as últimas circunstancias!

      Abraço!

      Excluir
  2. Eu também não achei legal essa dica do GPS. Como você disse "Os próprios americanos fazem isso simplesmente para não pagar por um coisa que é abusiva.". Me parece que a loja não é culpada pelos abusos das locadoras, e certamente o GPS depois de aberto e utilizado não vai ter o mesmo valor de venda. Na minha opinião a dica de comprar um GPS de US$70,00 e utilizá-lo em várias viagens, além de menos trabalhosa, é bem melhor...

    Ricardo

    ResponderExcluir

  3. Sabe me dizer se existe alguma companhia de aluguel de carros nos EUA que troca diária por pontos ,igual acontece no Multiplus

    Interessante esse aparelho do vídeo que você postou,já tem ele a venda nos EUA ?Ele reconhece o idioma português ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele já está a venda nos EUA. Não sei informar se ele reconhece o idioma Português. A Avis e Hertz trocam pontos por diárias.

      Abraços,

      Excluir