quinta-feira, 28 de maio de 2015

Textual description of firstImageUrl

DICA IMPORTANTE SOBRE ATRASOS E CANCELAMENTOS

Está repercutindo na Imprensa a história do Ator Reginaldo Faria que dormiu no aeroporto de Nova York em função do atraso de seu voo para as 7 da manhã do dia seguinte, ou seja pouco mais de 10h de atraso. É muito importante vocês entenderem o que vai ser dito aqui agora, pois pode ajudar alguém no futuro. A Cia aérea é obrigada a dar assistência no caso de atrasos ou cancelamentos por motivos de origem dentro da cia aérea, como por exemplo, falha de algum equipamento eletrônico, falta de algum membro da tripulação para realizar a viagem, tempo da tripulação, entre outros. Porém a responsabilidade não é ilimitada, ou seja, no caso de "ACT OF GOD", problemas com o tempo, a cia aérea se isenta de responsabilidade no exterior, sendo que aqui no Brasil, a mesma ainda deve fornecer assistência. Mas vou tratar aqui do ocorrido com o ator, que já aconteceu comigo umas duas vezes, e é comum de acontecer, porém se a situação for tempo, já era, nem adianta ir no balcão da cia aérea, pegue suas coisas e cuide você mesmo de sua situação, ficando antenado apenas para remarcação de voo. Apesar da bronca do ator, a AA é muito solícita, e duvido que a situação tenha sido no exagero que ele passa, pode até ser, mas eu tenho o direito de duvidar pois já passei por situação pior e semelhante. A questão é que sempre que acontece algo desse tipo, a cia aérea fornece vouchers de hotel para que o passageiro possa passar a noite até o momento do embarque e também dá um voucher de 30 dólares para jantar. Mas você estava no final da fila, e aí? Minha orientação, que eu aplico sempre as minhas situações: NEM VÁ PARA A FILA! A American Airlines, assim como as outras cias aéreas americanas tem um departamento de reembolso específico para esses casos. Apenas guarde seu bilhete de embarque, e a partir de então recolha todos os recibos que puder, taxi, alimentação, e hotel. Claro, não vá gastar mais do que 30 dólares na alimentação, e não escolha um hotel de Magnata, mas ainda sim, você pode ficar num hotel com uma diária de até 500 dólares que a American irá te reembolsar. Daí surge a questão: E se não reembolsarem? Olha, eu acho quase impossível de isso acontecer, porém pode acontecer, então vamos para os fatos. A partir de então você terá todo o direito de ingressar com uma ação de danos morais e responsabilidade civil em face da cia aérea, o que pode gerar mais despesas e transtornos para ela do que o simples reembolso. Eles tem toda a ciência da assistência que tem de prestar, e que a equipe de solo nem sempre está pronta e preparada para orientar todos, logo, se você for pegar um taxi, ir para um hotel, jantar e guardar todos os recibos, basta entrar em contato com a empresa assim que chegar no Brasil, e eles irão te informar um endereço que vocês deverão enviar os recibos com os gastos detalhados, bem como a informação da conta bancária a ser depositado o reembolso, o que demora cerca de 90 dias, porém não falha, e você evita stress e aborrecimentos. Mais uma vez reitero que em vista do meu volume de viagens já passei por situações piores e semelhantes, e nunca deixaram de me reembolsar, pois caso eu ingresse com uma ação no Juizado Especial, o gasto da cia aérea comigo pode aumentar exponencialmente em virtude dos danos e da negligência em fornecer apoio no momento e após o fato jurídico. Agora me causou estranheza o ator ter se deslocado até o hotel sem o voucher, até porque o nome do hotel vem designado no voucher, o que particularmente pra mim ficou sendo uma história mal contada. Será que aconteceu mesmo? Será que ele seguiu outros brasileiros que estavam de posse do voucher achando que conseguiria o quarto? Será que havia disponibilidade de quarto quando ele chegou, porém por não ter o voucher foi oferecido a ele mediante pagamento e o mesmo rejeitou tendo retornado ao aeroporto para pegar o voucher pois desconhecia que independente de voucher a empresa o reembolsaria? São questões importantes que não foram respondidas. Resumindo, caso o seu problema seja de responsabilidade da cia aérea, garante seu lugar no próximo voo e pegue as informações de embarque desse, e dirija-se a um hotel sem medo, sem receito, pode pagar um taxi, o hotel e uma refeição, e tenha a certeza de que será ressarcido, caso contrário, você será indenizado em muito mais com a sua ação na justiça em virtude da recusa do ressarcimento pela empresa aérea. Mais uma vez lembro da importância de reter os recibos, pois a empresa também terá o direito de recusar o reembolso caso não haja fundamentação dos gastos. Espero que essa dica seja valiosa para e que não aconteça com você o que aconteceu com o Reginaldo Faria. Boa Viagem!

*Captura de tela do portal G1.

Um comentário:

  1. Respeito a opinião, mas nem a AA faria uma defesa tão digna...

    ResponderExcluir