segunda-feira, 30 de maio de 2016

Textual description of firstImageUrl

O MELHOR PROGRAMA DE MILHAGENS DO MUNDO

Esse é o tema mais controverso que todo ano escrevo a respeito. Quem já me acompanha sabe que costumo dizer que não existe o melhor programa de milhagens de um certo território, como o Brasil, ou até mesmo do Mundo. Isso porque depende mais de você do que do programa em si. Existem diversos programas atualmente, e o melhor é aquele que traz mais benefícios para você. O melhor programa na vida de qualquer passageiro frequente é a constância, e isso está sendo ameaçado por uma ferramenta que pode mais atrapalhar do que ajudar você em suas viagens.

Primeiro, é importante ressaltar que esse texto é direcionado para quem deseja acumular milhas com uma mínima frequência, ou seja, que faça pelo menos duas ou mais viagens no ano, e não para aquela pessoa que viaja uma vez no ano, embora possa servir também no escopo da interpretação do mesmo. Como disse acima, o aspecto mais importante para se acumular milhas é a constância, e consequentemente a convergência.

Antes de iniciar o acúmulo em um programa de fidelidade é necessário estudar como esse programa trabalhará para você. Um programa da Air Asia certamente não será bom para você, a não ser que você esteja lendo esse texto da Ásia, e utilize a cia aérea constantemente para locomoção. A ideia aqui é mostrar para você que a decisão sobre onde pontuar deve ser feita antes de começar a viajar, e não depois. Muitos tem o hábito de comprar uma passagem, e então em seguida perguntar onde pontuar, o que é muito ruim, pois naquele momento você pode ter conseguido uma passagem para a Ásia barata pela Etihad, e pontuar no seu programa que é o que de fato dá mais milhas, e depois essas milhas ficarem paradas lá por um bom tempo. Então é de extrema importância escolher pelo menos 2 programas para a sua vida antes mesmo de começar a viajar.

Observe o meu caso, eu escolhi o AAdvantage por 5 motivos, primeiro, a maioria do meu destino é os Estados Unidos, segundo, entre Brasil e EUA, geralmente é a cia aérea com preço mais em conta, terceiro, o programa tem benefícios consistentes como concessão de upgrades, acesso a salas VIP, boas promoções de milhas, e uma boa tabela de resgate, quarto, considero a aliança Oneworld a melhor para o meu hábito de viagens, e por último, oferece status elite vitalício quando atingida certas marcas de milhagem voada. No entanto, eu também tenho um segundo programa, que é o meu backup, que é o Mileage Plus da United, também levando em consideração praticamente as mesmas características anteriormente mencionadas, porém na minha opinião, o AAdvantage é melhor do que o Mileage Plus, e então por isso, aquele está em primeiro, e este em segundo. Obviamente, possuo outros programas de fidelidade, mas são utilizados apenas como "Scatter", aqueles para não perder milhas ou pontos de trechos eventuais que faço com cias aéreas que não pontuem nem no AAdvantage, nem no Mileage Plus. 

Explicitei meu caso acima para tentar deixar claro para você como esse esquema deve funcionar de forma a te garantir o melhor retorno possível. Claro, que se meu padrão de viagens fosse diferente, como por exemplo para a Europa, eu escolheria entre algum programa Europeu como Flying Blue, Executive Club, ou Miles and More, que são os melhores para quem voa para aquele continente. No entanto, é preciso primeiro tentar antecipar qual será o seu padrão de viagens, a fim de tomar a melhor decisão para você.

Com isso, agora passamos a um assunto complicado. Existe uma ferramenta na internet chamada "Where to Credit", que com base nas informações do seu bilhete irá te apresentar quanto os programas pontuam. É interessante? Sim, sem dúvidas. Vale a pena consultar? Depende. Após analisar friamente o site que indica as pontuações, cheguei a conclusão de que o mesmo mais atrapalha do que ajuda. Você pode utilizar o mesmo como uma baliza, mas nunca como um fator decisor. 

O site mencionado acima apenas resume a pontuação do seu bilhete nas cias aéreas, o que não é ruim, mas pode te levar ao erro. Por exemplo, supondo que você que utiliza o programa AAdvantage vai viajar em classe econômica da British, e que no AAdvantage a tarifa pontue 50%, porém no Executive Club te dê 100%, então você escolhe o programa que te dê mais milhas, porém na qualificação ambos dão 100%, e no futuro se surgir alguma viagem para os EUA, você perderá de alcançar um nível elite mais rápido porque preferiu creditar as milhas no programa que paga mais naquele momento, ou ainda, um programa que pague 

O que precisa ficar claro aqui é que nem sempre o programa que te paga mais milhas pode ser o melhor para você, ou ainda, isso pode te influenciar erroneamente na escolha de um programa de milhagem, caso você já tenha feito a compra da passagem, e siga o roteiro simplista de pontuar onde paga mais, sem pensar que você pode não ter a oportunidade de pontuar nesse programa novamente, e consequentemente perder as suas milhas em função da expiração. Então fica aqui esse alerta de cuidado, pois uma coisa que pode aparentemente ajudar acaba atrapalhando e muito, por ser uma ferramenta analítica simplista .

Então, a melhor forma de você aproveitar bem esses programas nesse enorme mundo de fidelidade, é escolher pelo menos 3 programas em escala de prioridade, e sempre buscar concentrar tudo naquele primeiro escolhido, e depois no segundo, e por fim no terceiro, sempre utilizando a técnica da convergência e constância para que você possa desfrutar de seus pontos ou milhas ao máximo do que é possível ser feito. Não se deixe levar por ferramentas online, e sempre dê prioridade para a sua escolha, e com certeza, aquele programa que você escolheu será o melhor programa de milhagens do seu mundo. Boa Viagem.

*Imagem retirada da Wikipedia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário