sexta-feira, 16 de setembro de 2016

AMERICAN PODERÁ REFORMULAR SEU PROGRAMA DE FIDELIDADE POR COMPLETO

Aquilo que prevíamos e a American ignorou aconteceu, e mesmo com corte na capacidade a taxa de ocupação despencou em Agosto, e junto o lucro, que não foi, e sim prejuízo, mas como foi pequeno deve ser mascarado pelo resultado trimestral. Mas o que mais preocupa a empresa não foi o que aconteceu mês passado, mas sim o que vai acontecer ano que vem. A essa altura do ano já existiam reservas consideráveis para o primeiro trimestre do ano seguinte, porém esse número não chegou nem a terça parte ainda, e isso acendeu a luz vermelha na casa.

Recebi a informação que em virtude disso a American poderá reformular o seu programa de fidelidade por completo, lançando inclusive algo novo com nome completamente diferente, porém essa ideia está enfrentando resistência em função de ser a admissão de um erro da cia aérea em ter mudado o seu programa de fidelidade, que antes era o melhor do mundo, e hoje só não é o pior porque ocorre no momento uma cultura de "monetização" do programa fidelidade, ou seja, não basta receber a fidelidade do cliente, mas agora querem lucrar com a fidelidade.

Para ser bem honesto não sei do que irá acontecer nesse momento, porém confio na informação que recebi. A American pode até manter o seu programa atual, mas se o fizer concessões serão feitas, mas o simples fato de haver uma discussão a respeito de uma formulação total do programa na empresa já demonstra que ela errou ao simplesmente copiar o programa da cia aérea alheia. Também não estou muito preocupado já que o programa da Latam Fidelidade melhorou e hoje na minha opinião é o melhor do mundo. É bom lembrar que uma segunda mudança no programa para algo novo não quer necessariamente dizer que será bom para o viajante, e por isso eu recomendo que a partir de 1º de Janeiro de 2017 você evite ao máximo a American Airlines em função dessa instabilidade sobre o que pode vir pela frente no que diz respeito ao seu programa de fidelidade. Boa Viagem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário