quinta-feira, 13 de outubro de 2016

Textual description of firstImageUrl

NÃO TEM EUA A PREÇO BOM? VÁ PARA A EUROPA.

O Euro nunca esteve em um patamar tão baixo em relação ao dólar americano, apesar de ambos estarem altos em relação ao Real, porém o custo de viagem na Europa reduziu, pois os valores são bem mais baixos que nos EUA, por exemplo um hotel da rede IHG na Europa com café da manhã incluso é fácil achar por 60 Euros, que custa aproximadamente hoje 66 dólares americanos, um valor raro para hotéis nos EUA, que começam por volta dos 80 dólares.

Pois bem, quase todo mundo tem reclamado e comentado de uma coisa, o que está acontecendo com os valores para os EUA? Sinceramente eu não sei. Não consigo compreender a lógica de voar com assento vazio mas não cobrar mais barato, ou ainda voar com o avião cheio de funcionários, ou ainda forçar um destino distante para ocupar os aviões. Como assim?

É notável que todas as cias aéreas para os Estados Unidos estão praticando valores absurdos e de forma quase que similar, o que até sugere um princípio de cartel, mas quando a questão é a Europa, os valores nunca estiveram tão baixos. Vamos ver o exemplo do voo inaugural de São Paulo a Madrid com a nova aeronave da American Airlines, o Boeing 787-900 que irá fazer dois voos inaugurais de uma só vez, o primeiro de São Paulo a Dallas, e o segundo de Dallas a Madrid. Supondo que você participe desse evento no dia 4 de Novembro e regresse ao Brasil dia 9 de Novembro deste ano de 2016, o valor será de 2.626 Reais, e quem é nível elite poderá selecionar o serviço de econômica premmium presente neste avião de forma gratuita até 31 de Dezembro de 2016, ou ainda solicitar upgrades utilizando SWUs de ponta a ponta.


Após constatar a informação pela captura de tela acima, vamos para o outro cenário, ficaremos em Dallas, para fazer o que seja, faremos São Paulo a Dallas nos mesmos voos de 4 a 9 de Novembro de 2016. Vamos ver quanto ficou o valor final com a mesma tarifa de classe "N", e pasmem 5.890 Reais, ou seja, mais do que o dobro se você continuar para a Europa. Então, se alguém chegar para você e disser, os valores estão exorbitantes, mas os voos estão saindo cheios. Daí você retruca, sim, mas quem está enchendo o avião? Aqueles passageiros que estão indo para a Europa com tarifas super baratas levando em consideração os agregados (milhas, upgrades, salas vip), funcionários, ou aqueles clientes que estão pagando quase 6 mil Reais para ir a Dallas? A minha aposta certamente não figura na última opção.


O ponto em que quero chegar é que nesse momento atual de semi-crise, é incompreensível os valores praticados para os EUA, que acaba ficando bem mais caro do que a Europa, embora sempre fosse o contrário. Dependendo do caso, vale mais a pena hoje fazer compras na Europa se for considerada a opção de TAX BACK, um exemplo disso é o Iphone que sai mais barato hoje na Europa do que nos EUA, pois enquanto em um local você recebe o imposto de volta, no outro é adicionado mais imposto ao valor do produto, que você só consegue receber 50% desse imposto no Estado do Texas. Talvez os departamentos competentes da AA sejam iluminados e conseguem enxergar nisso uma oportunidade que eu não esteja vendo, só espero que isso não seja um "Blindspot" para eles, pois isso pode trazer muito risco e prejuízo futuro, coisa que só tempo dirá. Então fica a dica, privilegie a Europa aos EUA, pelo menos nesse momento confuso. Gosta de Game of Thrones? Vá para a Irlanda! Boa Viagem.




*Capturas de tela do site oficial da American Airlines.

Nenhum comentário:

Postar um comentário