quarta-feira, 16 de novembro de 2016

Textual description of firstImageUrl

ETIHAD DEIXA DE OPERAR NO BRASIL DEVIDO AO GOVERNO E A IMPRENSA

Nessa semana muito se falou sobre o encerramento das operações da Etihad em solo brasileiro, mas nada se disse. Os verdadeiros vilões dessa história são dois: A Imprensa e o Governo. Mas por que? Primeiro porque o Governo os pequenos exportadores brasileiros e sacrificam toda a nação. Com isso atuam para manter um dólar forte frente ao real para privilegiar esse seleto grupo de exportadores, que com esse subsídio deixam de investir na indústria e ficam acostumados com essa benesse governamental criando um efeito de onda que prejudica todo o povo brasileiro, pois o dólar alto influencia em quase tudo, desde o pão que você come, em função da importação do trigo até a inflação. Esse é o primeiro ponto, e o segundo está a imprensa que hoje tem um papel incompreensível, com o objetivo de divulgar umas ideias esquisitas politicamente corretas, e condenar o governo só divulgando mentiras, dos quais podemos citar por exemplo o título da matéria do UOL afirmando que Trump irá expulsar 3 milhões de imigrantes dos EUA quando assumir, mas esqueceram de colocar que são imigrantes ilegais, e desses aqueles que tenham cometidos crimes, ou seja, ladrões, assassinos, e traficantes. Isso tudo somado, esse jogo de interesses, por um lado vender notícias, e outro privilegiar uma casta do setor exportador brasileiro fazem o dólar subir em apenas especulações que nada trazem de bom para o Brasil.

Como essa situação afetou a Etihad? Todos sabemos que o valor das passagens  internacionais é atrelado ao dólar americano. Com isso, quando a Etihad vende uma passagem por 3.500 reais, está entrando no caixa dela 1 mil dólares americanos, logo se o dólar cai, digamos para 3,20 reais entrará no caixa dela quase 1.100 dólares. Agora imagine isso em proporção de voos diários saindo de São Paulo. É uma diferença enorme, todavia com a atual situação do Brasil, o povo não está pagando muito para viajar, e o voo sai vazio, o que consequentemente obriga a empresa a baixar os valores das passagens para tentar encher o avião, e no fim das contas recebe menos dólares por isso, o que a Etihad deixou claro em seu comunicado de imprensa. O que forçou a saída da Etihad foi o dólar alto, simples assim, e é uma pena que o governo e a imprensa continuem no seu jogo de gato e rato, que acaba por prejudicar o mercado nacional em si, pois uma empresa aérea que se vai é menos uma concorrente expondo o mercado ao risco do aumento do valor das passagens aéreas. É uma pena, infelizmente não há o que ser feito, e veja você que até existe um interesse de empresas operar no Brasil, porém o Governo e a Imprensa são os grandes entraves a chegada de novos negócios no Brasil. A Etihad era uma peça importante para quem desejava viajar para Ásia, Oriente Médio, e Oceania, e na minha opinião uma das melhores empresas aéreas com um serviço de bordo excepcional, e um produto que vem crescendo na sua frota que é a cabine de primeira classe, conhecida como Apartamento que pode ser resgato pelas milhas da American Airlines por valores acessíveis, como fiz no início do ano. Reveja seu itinerário se você tem algum voo com a Etihad após 26 de março de 2017. Você poderá receber o reembolso integral, ou ainda escolher por ir com a Alitalia. Independente da sua escolha, desejamos uma Boa Viagem.


































*Imagem retirada do site da Airbus, e foto de uso exclusivo do Blog.

Nenhum comentário:

Postar um comentário