COMPARTILHAR VIA
Muito bem, parece que o assunto sobre assaltos a brasileiros em Orlando virou um Trending Topic. Só se fala nisso nos jornais, revistas, e redes sociais. Aqueles que foram e sobreviveram, estão felizes, os que irão, estão com medo e apreensão, e aqueles desafortunados, acabaram ficando em prantos. Não existe coisa pior do que ser vítima de um assalto, no meu caso, em julho de 2011, foi quando ocorreu o evento comigo, mas não em Orlando, e sim em Seattle, quando fui assaltado à mão armada por um bando que me pegou na saída do aeroporto de SEATAC. Uma combe branca fechou o meu carro na saída da Federal Way, e 3 homens encapuzados desceram da mesma com metralhadoras e pistolas. Um deles, quebrou o vidro do motorista e colocou a Glock na minha cabeça, e disse para eu ficar parado. Os outros dois, abriram as portas do carro e o porta malas, levando tudo, exceto minha carteira, que por sorte estava no meu bolso traseiro e eu sentado em cima dela. Todavia, meu passaporte estava na minha mochila juntamente com meu laptop que foram levados. A ação durou menos de 3 minutos, e 5 minutos após chegou a polícia e uma ambulância, que me socorreram. Após o Oficial anotar o ocorrido, cerca de 2h depois, eles me informaram que conseguiram interceptar a quadrilha, que estava assaltando outras pessoas também, pois naquele dia a cidade estava com segurança frágil, pois o Presidente Obama estava discursando lá, e o efetivo da polícia foi deslocado para realizar a segurança dele. Pois bem, final da história, dois dias depois, eles recuperaram tudo, e eu tive de ir no Centro de Evidências de Crime em Seattle fazer o reconhecimento das minhas coisas, e assinar um termo garantindo a propriedade sob pena de processo futuro, caso eu declarasse algo que não era meu como se fosse. Todos os bandidos foram capturados, e após cumprirem pena serão deportados de acordo com a informação que recebi do Promotor, pois todos eram Venezuelanos. Mas, e daí? O que essa história tem a ver com o título da postagem? Nada! Só estou aproveitando e contando um evento que ocorreu comigo em Seattle, pois não é exclusividade de Orlando o assalto à Turistas. 

Todavia, tem um ponto de interseção com os casos de Orlando, pois de tudo que a polícia conseguiu recuperar o meu Laptop não estava lá! Um Laptop novinho, não tinha nem uma semana de uso, Alineware, da DELL. Fiquei no Prejuízo? Mas é claro que não! Chegou a esperada hora de fundir os temas dos programas de recompensas com a segurança. Voltando ao caos de Orlando, todas as reportagens, sem exceção, que eu li a respeito não foi mencionado nenhum tipo de mecanismo para proteger o turista e suas compras. Fiquei com uma certa estranheza, pois até mesmo os Blogs colegas do assunto não citaram nada a respeito desse mecanismo que existe porém é quase nunca divulgado. Li dicas ridículas como não deixar seus pertences abandonados, ou procurar indicações no TripAdvisor, ora por favor, sejamos realistas, não vai estar escrito no TripAdvisor que o hotel é a prova de ladrão, e também acredito eu que, com exceção do Japão, em qualquer lugar que você deixar algo abandonado é uma questão de tempo para que seja indevidamente apropriado por terceiros. Mas vamos ao que interessa, algo que ninguém escancarou até o momento, e não sei o motivo pelo qual ainda não o fizeram. Infelizmente essa instrução não serve para todos, pois nem todos tem acesso a esse produto, mas aqueles que tem podem ir as forras em Orlando sem medo de ser feliz. TODOS OS CARTÕES VISA INFINITE, MASTERCARD BLACK E AMEX THE PLATINUM POSSUEM PROTEÇÃO DE COMPRA. Cada um tem seu limite global diferenciado, mas o máximo menor é de 4 mil dólares americanos por bandeira, ou seja, caso você tenha 1, 2 ou 3 desses cartões, e irá viajar, sempre compre com eles pois todos tem uma proteção de compra em até 45 dias após a data da compra, onde os mesmos reembolsam de forma integral o valor do bem, inclusive do IOF, que foi o caso do meu Laptop com o Cartão Master Black. Se por um acaso você tem adicional o limite também dobra, pois é por CPF e Bandeira, então, caso você decida ir com sua família para Orlando e possui 2 cartões, o Master Black, e o AMEX The Platinum, com 1 adicional para sua esposa/marido cada. Você terá aproximadamente 8 mil dólares de proteção nos 2 cartões titulares, e sua esposa/marido terá mais 8 mil dólares de proteção nos 2 dela/dele.
Funciona mesmo? Sim, e sou prova viva disso. A burocracia não é chata, bastando anexar a cópia do Boletim de Ocorrência americano com a nota fiscal do Produto (Sempre envie nota fiscal por email ou anote o código da mesma, pois a loja pode reimprimir nos EUA sem burocracia nenhuma pelo código da nota, geralmente denonimada “CUSTOMER SERVICE PIN”) e pronto. Em até 48h após aprovação do seguro, que demora uns 3 dias úteis, os gastos são reembolsados para sua conta corrente, podendo você escolher recomprar os produtos, ou não. Está aí, de forma clara, para que você conheça esse seu direito, e faça bom uso do mesmo. Por mais que o seja doloroso pagar o IOF, vale a pena pela garantia de você estar seguro. Geralmente quando eu viajo, eu deixo o dinheiro separado para serviços, como alimentação, transporte, ingressos, entre outros, e o cartão separado para produtos, compras em geral, justamente pela proteção que o mesmo garante. Como disse no início, infelizmente é algo que não está disponível para todos, mas se você tem a possibilidade, adquira um desses cartões, nem que seja somente para viajar, pois na maioria dos casos a anuidade é alta, para se proteger e poder viajar com a tranquilidade devida. Não achei essa dica em lugar algum de todas as reportagens que eu li, e me vi obrigado a falar sobre esse mecanismo que você deve ter direito, e às vezes nem tem conhecimento do mesmo. Agora você já pode gastar a vontade sem medo de ser feliz, mas lembre-se, sempre respeite os limites das compras! Boa Viagem!

*Imagens retirada do site da imprensa Norte-americana.
  • CLAUDIO

    Muito bem lembrado. Dica muito boa. Eu mesmo já me utilizei desse seguro no Canadá há dois anos. E, no meu caso, havia pago o produto (uma prancha de snowboard) com dois cartões, sendo um com a proteção (INFINITE) e o outro sem. E não é que me ressarciram parte paga com o INFINITE, ou seja, a metade do valor pago.
    Claudio

  • WELTON

    Atenção para a sutilidade dos termos do seguro: em geral há de ser roubo ou furto QUALIFICADO. Não sei a experiência dos usuários com esse tipo de seguro, mas há de se ter prova MATERIAL de rompimento de barreira/obstáculo ou acesso por via nao usual ao local aonde está o bem.

    • Welton, existem diversas regras, inclusive a perda do item pode estar protegida em algumas ocasiões, e só para esclarecer, os furtos que ocorrem com brasileiros no exterior 100% das vezes são qualificados, pois é necessário quebrar o vidro de um carro, ou arrombar a porta de um hotel.

      Obrigado pelo comentário!

  • Jose Henrique

    Isso é muito bom. Quando haviam me falado dessa proteção, a gerente me explicou que funcionava assim: Você comprou um produto e ele abaixou de preço, a operadora do cartão te reembolsaria a diferença. É bom ouvir isso, pois vou para Orlando em dezembro e estou um pouco ressabiado. Vai ser a quarta vez, mas nunca tinha ouvido falar desses roubos, arrombamentos, etc. Obrigado pelas dicas Eloi.

  • Não achei nada sobre a proteção de compras no Amex Platinum.

    • Realmente Tatiana, você tem razão. Também não achei, mas conheço algumas pessoas que já utilizaram esse serviço. Vou entrar em contato e perguntar se existe algo escrito a respeito.

      Forte Abraço

  • Realmente é um diferencial. E não podemos esquecer que o seguro médico especialmente no MC Black também tem uma cobertura melhor. Alias foi por isso que fui atrás do Black. Abs

    • Você tem toda razão Marcelo!

      Obrigado pelo comentário!

      Forte Abraço!