COMPARTILHAR VIA
ARTIGO DO NOSSO QUERIDO LEITOR CÍCERO FILHO
Mestre das Milhas? Mestre do cartão de crédito!
Estamos sempre buscando milhas, promoções, upgrades, status
match, e por aí vai.
Já notaram que quando começamos a falar sobre o assunto a
maioria das pessoas fica interessada, mas ao mesmo tempo a gente nota que
parece que estamos falando grego.
Os leitores assíduos já devem ter notado que muitas vezes
fazemos verdadeiras GINCANAS para conseguir algum benefício e também que muitas
vezes esta vantagem, desconto ou benefício acaba saindo por outro lado no final
da viagem.
E onde seria isto?
Simples, na fatura do seu cartão de crédito ou ainda nas
taxas de câmbio que pagamos antecipadamente para nos “proteger” da variação da
moeda frente ao dólar, euro, libra ou outra moeda qualquer, quando levamos em
espécie.
Em média perdemos de 10% a 15% em cada operação de cambio
efetuada.
Infelizmente perdemos sempre quando o assunto é trocar nosso
dinheiro frente a outras moedas.
Eu particularmente já fiz vários testes e já utilizei
praticamente todas as formas conhecidas de utilizar e transferir moeda para uso
no exterior e em alguns casos tive surpresas muito amargas.
Alguns exemplos:
·        
Casas de câmbio: as maiores taxas do mercado, é
o ganha pão deles. Aqui tudo é mais caro desde o câmbio até a compra de um
seguro de viagem. São como um despachante que cobra caro por algo que é de
graça (seu banco faz o mesmo serviço por bem menos).
·        
Envio de vale postal pelos correios:
incrivelmente uma das menores taxas câmbio e de serviço. Veja a lista dos
países conveniados e limites disponíveis no site dos correios – https://www.correios.com.br/para-voce/correios-de-a-a-z/pdf/vale-postal-eletronico-internacional/PasesConveniados.pdf
·        
Bancos – compra de moeda estrangeira (o BB tem
as melhores taxas se comparado aos outros bancos, mas ainda é caríssimo se
comparado ao método que vou mostrar abaixo)
·        
Existem dezenas de serviços para envio como a
Transfer Wise e Wester union, mas como sempre você pagará pelo câmbio e pelo
serviço.
A pior delas foi quando decidi testar de verdade as taxas de
saque dos bancos e cartões que trabalho e realizei vários saques no valor de
100 euros e na sequencia acompanhei os lançamentos em conta para validar a taxa
real da operação. No meu caso fiz testes com Itaú, Santander, Banco do Brasil e
Citibank.
A minha maior surpresa que rendeu uma reclamação ao SAC e
ouvidoria foi com o Citibank que no dia da transação não informou qualquer taxa
no extrato, nem mesmo no ATM, e para minha total e absurda surpresa paguei
diversas taxas exorbitantes diretamente na conta no dia seguinte!!!
Então fica a dica NUNCA, JAMAIS, utilizem seus cartões de
conta corrente para fazer saques no exterior e somente em casos emergenciais
utilize seus cartões de crédito!
Mas vamos ao que realmente interessa…
Como usar seu dinheiro em qualquer parte do MUNDO? Podendo
sacar em moeda local? Disponível em ATMs, lojas, supermercados, e
estabelecimento comerciais ou de serviços?
Como estamos acostumados a seguir processos vai ser fácil.
Basta seguir a receita abaixo:
Você vai precisar dos seguintes ingredientes:
·        
Reais (R$) que você pretende utilizar na sua
viagem.
·        
Uma Exchange a sua escolha no país que você
reside ou mantém seus fundos. (uma Exchange é equivale a uma “Corretora de
valores”  que trabalha com cryptomoedas)
·        
Um cartão de crédito internacional que não cobre
taxas e que aceite diversos tipos de envio de fundos (?!existe?!)
·        
Uma carteira de Bitcoins, aceita em qualquer
lugar do mundo
Para saber maiores detalhes sobre cryptocurrencies, bitcoins
e Exchanges veja os vídeos abaixo:

  

Mesmo que você ainda não tenha todos os ingredientes, já
podemos começar e no decorrer do processo mostro como conseguir cada um deles.
Passo 1:

Reserve seus reais (R$) no banco de costume, pois a
utilização na receita poderá ser feita por depósito direto em conta no mesmo
banco, DOC ou TED. Em alguns casos aceitam até depósito no caixa e boletos.
Escolha uma Exchange de sua preferência. Se ainda não tem
uma sugiro verificar as existentes em nosso país através do link www.bitvalor.com onde você pode conferir as
mais ativas e que tem a maior liquidez.
* DICA: No momento que este artigo estava sendo escrito as
Exchanges FoxBit e a NegocieCoins NÃO COBRAM TAXAS de depósito. Verifique
sempre as regras de cada Exchange.
Passo 2:

Faça seu cadastro completo e também o processo de validação
que consiste em enviar documentos e comprovação de que a conta é sua. Nenhuma
Exchange aceita envio de fundos de contas diferentes do titular da Exchange.
Esta é uma regra respeitada por todas as Exchanges mundo afora.
Abaixo um tutorial de como criar sua conta na FoxBit:
                Criar
conta na FOXBIT – Tutorial Passo a Passo
                               https://youtu.be/GCoe-thmHJk
Perguntas frequentes na NegocieCois
                http://www.negociecoins.com.br/#faq
Você pode encontrar mais informações e recursos de cada Exchange
em suas páginas respectivas.
Agora que você já tem uma conta em uma Exchange de
cryptomoedas (Bitcoin) vamos ao próximo passo.
Passo 3:

Envie seus REAIS para a Exchange obedecendo as regras de
cada uma delas por transferência bancária, depósito ou TED.
Abaixo um link demonstrando o processo em uma delas
                Comprar
Bitcoin na FOXBIT – Tutorial Passo a Passo
                               https://youtu.be/2xRDkFDyYQY
Eu, particularmente, tenho cadastro em todas elas, pois
eventualmente você pode aproveitar as diferenças de valores e optar pela
Exchange com a cotação mais baixa naquele momento.
Passo 4:

COMPRE a cryptomoeda que você deseja. A mais comum é o
BITCOIN (BTC), mas algumas Exchanges no Brasil aceitam ainda Litecoin (LTC),
Dodge, Ethereum e Dash. Verifique SEMPRE a LIQUIDEZ de cada moeda na Exchange
escolhida.
*CUIDADO COM AS ARMADILHAS: TODOS os sites têm botões
escancarados de “COMPRE BITCOIN”, NUNCA utilize estes botões de compra pois eles
compram sim, mas com o maior valor disponível naquele momento. Minha
recomendação é de criar uma ORDEM DE COMPRA e ESTIPULAR um valor que seja do
seu interesse pois além de pagar o valor que você acha justo ainda vai pagar
taxas de corretagem menores (ordem passiva).
Parabéns !!! Agora que você já comprou a cryptomoeda já pode
movimentar seu dinheiro para QUALQUER LUGAR DO MUNDO, em apenas alguns
segundos!!!!!!!!!!!!! Agradeça ao Satoshi Nakamoto e a sua invenção
revolucionária a BLOCKCHAIN!!!!!!!!!!!!!
Passo 5:

Se você tem conta no país de destino basta escolher uma Exchange
que opere naqueles pais e realizar a VENDA da Cryptomoeda pela moeda LOCAL, por
exemplo dólares (USD) ou euros, Yens, Yuan, Rubros, o que você precisar.
Caso você não tenha conta no país destino ainda pode utilizar
um cartão para sacar em um ATM a moeda local ou pagar serviços ou bens de
consumo diretamente com o cartão. Neste caso sugiro a utilização do ADVCASH que
você pode se cadastrar e solicitar no link http://tinyurl.com/jqrzwf2
Você pode solicitar o cartão de plástico, o que eu
recomendo, ou utilizar o cartão virtual. Se pretende utilizar o cartão em sua
próxima viagem sugiro que faça a solicitação do cartão com no mínimo 4 semanas
de antecedência. Tenha o máximo de cuidado ao informar seu endereço
corretamente pois o mesmo será enviado pelos correios para o endereço
cadastrado.
Você também deve ficar atendo ao prazo entre o seu cadastro
no site e o pedido do cartão pois se o mesmo for solicitado em até 7 dias da
data do cadatro tem um custo promocional de U$ 5,00 (cinco dólares) ou € 5,00
(cinco euros). O cartão tem validade por 3 anos e não cobra qualquer taxa de
anuidade. Outra dica na hora de pedir o seu plástico é que você deve decidir a
MOEDA que vai escolher para o cartão que pode ser em USD dólares ou Euros!
Um dos melhores exchanges que permite transferir fundos
diretamente e SEM CUSTOS para o ADVCASH e que tenho utilizado com regularidade
é o Exmo que pode ser acessado neste link http://tinyurl.com/hk8tpzm
Pessoal, não deixe de ver a dica de como aprovar seus
documentos na Exmo https://www.facebook.com/spkideas/posts/10210804170724698

Boa viagem e espero que tenha a mesma satisfação que eu e
centenas de colegas, amigos e conhecidos que já utilizam este método para poder
usar seu dinheiro no exterior, SEM PAGAR TAXAS!!!!!
*Artigo do leitor Cícero Filho, com imagens cedidas por ele. O Blog está sempre aberto a publicações de leitores.