COMPARTILHAR VIA
Pois bem, ontem a noite, dia 14 de Dezembro, o Senado aprovou uma proposta de decreto legislativo que anula a resolução da ANAC no que tange ao ponto de cobrança de bagagem despachada, e antes mesmo disso o Ministério Público já havia se posicionado contra esse ponto da resolução. Posso estar errado, pois errar é humano, mas eu ainda acredito que essas mudanças são boas, pois permitirão as cias aéreas baratear o custo das passagens para quem não despacha malas. Obviamente que existe a possibilidade de o custo não abaixar, e ainda passarem a cobrar pelo despacho da bagagem, mas eu acredito que isso não irá acontecer por 3 motivos, o primeiro em virtude do mercado de passagens aéreas estar totalmente desaquecido no Brasil, o segundo em virtude da concorrência, pois 10 reais de diferença nas passagens pode ter grande impacto, e último, mas não menos importante, vai valorizar o programa elite da cia aérea, o que permitirá você pagar mais barato e despachar bagagens mesmo assim de forma gratuita caso você seja cliente elite.
Realmente o fato de impedir cobrança de bagagens vai na contra-mão do mundo, todavia eu entendo a preocupação do Ministério Público e do Senado, pois vivemos no Brasil, e o fato de liberar a cobrança de bagagens não irá garantir a redução do valor das passagens, e dando um respaldo legal para as cias aéreas lesar ainda mais o consumidor, mas eu acho isso difícil de acontecer, o que pode ser até otimismo da minha parte, mas se por acaso o congresso não referendar a decisão do Senado, e permitir a cobrança de bagagens, e isso for usado de forma lesiva, eu serei o primeiro a apontar isso aqui nominalmente. E você? Quem você acha que vai vencer? ANAC ou SENADO/MP? Todos os comentários são muito bem vindos. Boa Viagem.